Como Apresentar um bebê ao dog?

É ótimo saber que a família está crescendo. Mas quando se tem um cãozinho em casa, as preocupações devem ser inúmeras. Cães que vivem a muitos anos com o mesmo dono ou que são muito apegados ao seus donos podem sofrer com a falta de atenção pela chegada do novo integrante da família.

Há também a possibilidade de ele criar rancor do bebê pois ele estará “competindo” sua atenção.

Resolva os problemas de comportamento logo que receber a notícia

Quando se tem um bebê em casa, fica cada vez mais complicado fazer qualquer atividade que não envolva o pequeno, por isso você deve adestrar seu cão o mais rápido o possível, assim que receber a noticia da chegada do bebê.

Comece a preparar o seu cão para as mudanças bem cedo

Não use a “desculpa” do bebê para corrigir comportamentos do seu cão que deveriam ter sido visto antes. O cachorro não irá entender que certos comportamentos podem afetar o bebê e a família, então certamente ele ligará a sua mudança de hábitos ao bebê o que fará com que ele tenha certo receio da criança. Antes da chegada do bebê comece a investir menos tempo no seu cão (aos poucos, não será legal de um dia para o outro você simplesmente fingir que ele não existe), mude a sua rotina de passeios com ele, a frequência na qual ele pode brincar com você.

No dia da chegada do bebê, procure fazer desse um momento mais discreto o possível

Quando você fica agitado, seu cão fica agitado também. E quando o seu cão perceber uma pequena criatura se mexendo e chorando ele provavelmente ficará muito agitado. Traga o bebê para casa no seu carrinho e não saia de perto. Não tire o bebê do carrinho com o cão por perto. Isso será pedir demais para o seu cão ignorar – cães gostam de investigar coisas novas e não queremos que ele pule para conhecer o bebê.

Não tente mostrar ao cão que o bebê é o “alfa” empurrando o cão para longe do bebê

Isso é bobo. Os cães não estão tentando tomar conta da sua casa, e também não irão acreditar que o seu nenê o líder da matilha. Eles não são burros. Se você está segurando o bebê e empurrado o seu cão para longe o tempo todo, seu cão irá decidir que o bebê é a razão dele ter perdido acesso ao seu recurso mais importante: VOCÊ! Não dê ao seu cão uma razão para ele não gostar da sua criança. Mostre para o seu cão que você ainda está lá para ele deixando que ele se aproxime de você, mesmo quando você estiver como o bebê, mas segure o bebê num travesseiro ou sente com o seu corpo entre o cão e o bebê de forma que sempre tenha uma barreira física, que no caso é você, no meio do caminho.

Não largue o bebê no chão com o cachorro!

Manter o seu cão no chão e o bebê longe do chão quando o seu cão estiver solto não é sobre liderança de matilha. É questão de segurança. Leva uma fração de segundo para que alguma coisa ruim aconteça. Isto simplesmente não é seguro. Por favor, não faça!

Não tire o cão da sua vida

Um cão é um comprometimento de dez a vinte anos. Mas uma vida no pátio trancado longe da família não é forma de existência para um cão. Eles são animais sociais, e precisam de você. Cães são espécies domesticadas. Eles perderam o seu instinto de sobrevivência sem os seus humanos. Eles sentem dor física e emocional. Reserve um tempo para o seu cão diariamente para garantir que eles saibam que eles ainda são uma parte da sua família.

preste atenção no que o seu cão está tentando dizer a você!

Muito provavelmente você ficará cansado, afinal de contas um bebê da muito trabalho. Mas você não pode esquecer da responsabilidade que assumiu em cuidar do seu pequenino,esteja sempre atento a sinais que ele possa demonstrar a você. Não esqueça que por mais que ele faça parte da família seu cão ainda é um animal e às vezes o instinto animal fala mais alto do que qualquer coisa, por isso é importante nunca deixar seu bebê sozinho com ele.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram